Publicidade

Paraná gerou 53,6 mil empregos para jovens e está em terceiro lugar no ranking nacional

Participação de trabalhadores de 18 a 29 anos representou quase 56% dos 96.019 empregos abertos nos primeiros cinco meses em todas as faixas etári...

08/07/2024 às 20h50
Por: EDITOR Fonte: Secom Paraná
Compartilhe:
Foto: Gilson Abreu/AEN
Foto: Gilson Abreu/AEN

O Paraná registrou de janeiro a maio deste ano um saldo positivo de 53.694 novos empregos com carteira assinada para trabalhadores com idade entre 18 e 29 anos, mantendo a terceira posição no ranking nacional de empregabilidade nesta faixa etária. Os estados de São Paulo e Minas Gerais encerraram o período com 204.429 e 76.123 novos contratos formais de trabalho para a juventude, respectivamente. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

A participação deste público no mercado de trabalho representou quase 56% dos 96.019 empregos abertos nos primeiros cinco meses em todas as faixas etárias, no Paraná. Em relação ao mesmo período em 2023, quando 39.839 trabalhadores com idade entre 18 e 29 anos foram registrados em empregos formais, o avanço foi de 34,5%.

"A presença de jovens no mercado de trabalho tem sido essencial para colocar o Estado em evidência no cenário nacional, mantendo a terceira colocação no ranking de empregabilidade", disse o secretário do Trabalho, Qualificação e Renda, Mauro Moraes.

Ele destaca que, considerando todas as faixas etárias, o Paraná também foi o terceiro estado que mais gerou empregos formais em todo o Brasil nos cinco primeiros meses de 2024, de acordo com o Caged, ficando atrás somente de São Paulo (328.685) e Minas Gerais (133.412).

QUALIFICAÇÃOOs projetos de qualificação profissional ofertados pelo Governo do Estado, em todas as regiões, de forma gratuita, contribuem para o desempenho na oferta de emprego ao jovens, segundo o secretário.

"O Governo do Paraná oferece cursos para formação de mão de obra qualificada em todas as regiões e para atender demanda por profissionais em todos os setores da economia. Até o final do ano, teremos em torno de 26 mil pessoas qualificadas para vagas de emprego em que é exigido nível técnico”, diz Moraes. “Essa formação tem alcançado principalmente a juventude, que busca um caminho profissional sólido, aproveitando a oportunidade totalmente gratuita de capacitação técnica".

SETORES– A participação dos jovens no mercado de trabalho nos primeiros cinco meses deste ano foi maior no setor de Serviços, com 29.005 postos ocupados. Na sequência aparecem Indústria (14.910) e Construção Civil (4.628) como os maiores empregadores da força de trabalho jovem desde o início do ano.

No Comércio, em que as faixas etárias de 18 a 29 anos ocuparam 4.064 vagas formais de janeiro a maio, o avanço foi de 100% em comparação ao mesmo período em 2023 (2.029). Em último lugar, a Agropecuária foi responsável pela abertura de 997 oportunidades de emprego em cinco meses, uma pequena queda em relação ao ano anterior, quando 1.957 postos de trabalho foram ocupados por jovens no setor.

MAIO– Especificamente no mês de maio, os dados do Caged demonstram 6.218 empregos gerados entre jovens. Em abril, o saldo foi de 10.835 postos formais de trabalho.

Confira o desempenho de maio por estados. AQUI estão os empregos gerados de janeiro a maio por setores.

Goioerê, PR
10°
Tempo nublado

Mín. Máx. 18°

Sensação
2.45km/h Vento
88% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
07h14 Nascer do sol
06h01 Pôr do sol
Ter 23° 12°
Qua 25° 13°
Qui 28° 15°
Sex 29° 16°
Sáb 30° 16°
Atualizado às 01h02
Economia
Dólar
R$ 5,43 +0,00%
Euro
R$ 5,93 +0,00%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,05%
Bitcoin
R$ 362,224,45 +9,27%
Ibovespa
128,896,98 pts 0.47%
Lenium - Criar site de notícias