Publicidade

Polícia Científica já concluiu mais de mil requisições de perícia para crimes ambientais

A Seção de Crimes Ambientais é responsável pelos exames periciais em locais de crimes contra a flora e a fauna, incluindo necropsias animais; polu...

06/06/2024 às 10h10
Por: EDITOR Fonte: Secom Paraná
Compartilhe:
Foto: Polícia Científica do Paraná
Foto: Polícia Científica do Paraná

A Seção de Crimes Ambientais (SCA) da Polícia Científica do Paraná (PCP) já concluiu 1.050 requisições de exames periciais desde a sua criação, em 2019. O dado foi divulgado na tarde desta quarta-feira, 5 de junho, Dia Mundial do Meio Ambiente.

A SCA é responsável pelos exames periciais em locais de crimes contra a flora, incluindo de identificação de espécies arbóreas por análises dendrológicas e de anatomia da madeira; crimes contra a fauna, como necropsias animais; crimes contra a administração ambiental; poluição; mineração; microvestígios de solo, entre outros.

“A criação de uma seção especializada para atendimento de crimes ambientais na PCP possibilitou a priorização destes exames periciais, a realização de pesquisas e treinamentos nesta área”, afirma a chefe da seção, Angela Andreassa. “Com isso, as equipes periciais obtêm provas técnicas mais robustas, minimizando a impunidade e contribuindo com a proteção do meio ambiente”.

Das 1.050 requisições de exames periciais realizadas, 77% são de crimes contra a flora, 10% de crimes de poluição, 7% de crimes contra a fauna e 6% de outros crimes ambientais. Com o trabalho foi possível periciar cerca de 4.550 hectares de desmatamento do Bioma Mata Atlântica, área que equivale a mais de 4.200 campos de futebol.

Angela explica que houve aumento de exames relacionados a crimes contra a fauna. “Nota-se um aumento da demanda de exames periciais nesta área, principalmente crimes de maus-tratos”, diz.

Segundo ela, a SCA já fez 42 necropsias em animais, sendo 13 no Hospital Veterinário da Universidade Federal do Paraná e 29 na própria Polícia Científica, após a criação de uma sala de necropsia veterinária, em março de 2023.

A seção também participou, em 2021, 2022 e 2023, da Operação Mata Atlântica em Pé, coordenada pelo Ministério Público do Paraná, que busca coibir e recuperar áreas degradadas nos 17 estados com presença da Mata Atlântica. Também integrou a Operação contra o Tráfico de Animais, em conjunto com a Polícia Civil do Paraná, em 2024. As duas ações resultaram em 121 exames periciais em animais.

“Com o nosso trabalho esperamos ajudar a diminuir os crimes ambientais e divulgar ainda mais os cuidados com a preservação do meio ambiente”, completa Angela.

Goioerê, PR
28°
Tempo nublado

Mín. 17° Máx. 30°

27° Sensação
7.45km/h Vento
32% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
07h14 Nascer do sol
05h53 Pôr do sol
Dom 33° 18°
Seg 32° 19°
Ter 31° 17°
Qua 25° 15°
Qui 25° 11°
Atualizado às 13h03
Economia
Dólar
R$ 5,43 +0,00%
Euro
R$ 5,81 0,00%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,13%
Bitcoin
R$ 370,069,89 +0,63%
Ibovespa
121,341,13 pts 0.74%
Lenium - Criar site de notícias